.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Bem-vindos

Bem-vindos ao Brazil Vacations, com o seu novo tema 'Flower It'. Todo o conteúdo presente no fórum é da autoria do mesmo, peço-vos que se retirarem algo, que deiam os devidos créditos.

O fórum tem por objetivo a diversão entre pessoas através da escrita e da imaginação. Não temos nem pretendemos quaisquer lucros.
Últimos assuntos
» Hospital {Urgências}.
Seg Nov 10, 2014 12:21 am por Jayden Grant

» Quarto da Ivy
Dom Nov 09, 2014 11:53 pm por Ivy Wales

» Quarto do Jayden
Dom Out 12, 2014 11:12 pm por Jayden Grant

» Iraque
Sab Ago 30, 2014 1:16 am por Daniel Grant

» Sala de Estar
Sex Jun 20, 2014 1:08 am por Jayden Grant

» Restaurante "Le meilleur repas"
Sab Mar 29, 2014 5:14 pm por Ivy Wales

» Empresa Grant
Qui Dez 19, 2013 9:14 pm por Ivy Wales

» Café StarBucks
Seg Dez 16, 2013 4:19 pm por Ivy Wales

» Iraque
Seg Out 07, 2013 9:27 pm por Daniel Grant

Parceiros

O teu fórum está um pouco parado e estás à procura de parcerias? Manda uma MP para a conta Admin, com o teu button e o devido código, e espera a confirmação!




Midnight Killing RPG






San Francisco College RPG

Button do fórum

Adiciona o nosso button ao teu fórum!



Código:
<div align="center"><a href="http://brazilvacationsrpg.forumeiros.com/" target="_blank"><img src="http://i49.tinypic.com/o7mvro.jpg" alt="Clica!" width="113" height="50" /></a><br /><br /><div id="FM_widget_partners"></div></div>


Compartilhe | 
 

 Iraque

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3 ... 20 ... 40  Seguinte
AutorMensagem
Bradley Wales

avatar

Mensagens : 575
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Iraque    Seg Jun 03, 2013 7:28 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Daniel Grant

avatar

Mensagens : 573
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Seg Jun 03, 2013 7:38 pm

Tinha o meu coração a querer desaparecer do meu peito e a minha respiração era das melhores, estava a tremer e a suar por todos os lados. Não queria estar ali. Desde que o meu irmão tinha morrido eu imaginava a maneira como ele tinha desaparecido, nem sequer um funeral a caixão aberto teve direito, estava desfigurado e até tinham dito que sem cabeça. Sentia-me desfalecer só de pensar nisso, mas o meu comante estava a olhar-me muito atentamente, não podia dar parte fraca ou era pior. Apostava que não estava a ralhar comigo agora porque sabia que era a primeira vez de todos os que estavam no avião. Era normal estar nervoso não era? Estavamos a caminhar para a nossa morte. Só de pensar que estava aqui por obrigação... dava-me voltas ao estômago.
-Vamos, levantem-se, ponham os capacetes e vão arrumar as vossas coisas nas tendas que vos indiquei. Sejam rápidos. - ainda o estava o avião praticamente em movimento já estava ele a abrir a porta para sairmos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bradley Wales

avatar

Mensagens : 575
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Seg Jun 03, 2013 7:53 pm

Sentei-me sobre o monte de mantas, que era a única coisa que eu podia usar como colchão, por ser minimamente mais confortável e quente, e apertei os cordões das minhas botas. Tinha de me despachar, já estava mais atrasado do que o costume, não podia ser assim, apostava que o meu avô era sempre o primeiro a chegar. Quando já estava pronto, agarrei na minha arma, que estava pousada a um canto da tenda, e depois de me certificar de que estava carregada, fui de joelhos até à entrada da tenda. Eu era demasiado grande para estas tendas, mais um bocadinho e também dormia com os pés de fora. A vida era mesmo agradável por aqui. Coloquei-me de pé assim que consegui sair e de um minuto para o outro, o som de um avião fez-se ouvir por cima das nossas cabeças, nada que eu já não tivesse habituado, aliás, haviam sons bem piores. Deviam ser os novatos, tinha ouvido falar nisso no outro dia. Óptimo, quantos mais fôssemos melhor, esta guerra não era nenhuma brincadeira. Agradeci mentalmente por ainda não estar ninguém ali por perto e agachei-me ligeiramente, protegendo a minha cara das poeiras que o avião levantava por estar a pousar tão perto. Tapei os olhos com uma mão, e segurei o meu capacete, endireitando-me e começando a aproximar-me. Isto ia ser giro. Eu gostava de já andar por cá há mais tempo. Esperei que a porta abrisse e quando o comandante saiu, eu esperei que fosse a vez dos soldados. Olhei-os, com os olhos meios escondidos no meu capacete e apontei a arma na direcção deles, saindo de repente de trás de uma das tendas, a que ficava mais próxima e onde me tinha escondido.
- Mãos ao ar! - gritei de repente, com a voz mais grossa do que o costume, controlando-me para não começar a rir com a cara de alguns deles. Estavam todos cagadinhos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Daniel Grant

avatar

Mensagens : 573
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Seg Jun 03, 2013 8:16 pm

Agarrei na minha arma olhando para as balas que traziam e engoli em seco. Estava cheio de medo, eu não queria estar ali, queria viver até ser velhinho, arranjar alguém, ter filhos e ter um funeral digno só para mim, onde o padre dissesse aquelas coisas que eu nem acreditava, nem me importava de ser cremado, mas queria ser velhinho quando isso acontecesse. Fui o último a descer apertando a minha arma na mão depois de colocar a mala ao meu ombro e saltei para fora. Senti o meu coração fora de controlo quando ouvi um grito vindo do nada. Fiz logo pontaria para quem quer que fosse que estava a gritar e só deixei a minha arma cair quando vi o simbolo do país deles. Sim deles, porque eu não era americano. Senti a minha cabeça ficar mais leve, não era nada de mal, não iamos morrer já ali, mas rapidamente comecei a sentir-me irritado cerrando o maxilar. Agarrei na minha arma e engoli em seco indo aos tremeliques para a zona que me tinham dito, precisava de ir para a minha tenda ou ainda matava aquele imbecil.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bradley Wales

avatar

Mensagens : 575
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Seg Jun 03, 2013 8:38 pm

Eu juro que tentei, eu tentei mesmo, mas vocês não estão bem a ver a cara deles. Por um lado, faziam-me lembrar da minha primeira vez, quer dizer, da minha primeira vez ali claro, porque a outra tinha sido...ok, vocês não precisam de saber. Baixei a minha arma, enquanto me ria e abanei a cabeça. Pelo menos eu vinha muito mais bem preparado, o meu avô tinha-me ajudado nesse aspecto, ele tinha-se esforçado por me preparar, quer fisicamente, quer psicologicamente. O jardim dele era um verdadeiro campo de treino.
- Vejo que já deu as boas vindas aos seus companheiros. - nem me incomodei a olhar para trás, eu sabia que era Karen, já conhecia a sua voz de longe, devia ser de tanto gemer aos meus ouvidos. Sim, nós tínhamos um caso. Ninguém sabia, e ainda bem, não queria ter problemas por causa disso. Mas a verdade é que todos sabíamos como eu era irresistível. Até eu, se pudesse, tinha um caso comigo mesmo. Karen parou ao meu lado, visto que eu estava mesmo de frente para eles e saudou-os com o habitual gesto de continência.- sejam bem vindos.- murmurou e depois olhou-me.- e o soldado, já que está tão animado hoje, vai mostrar os cantos a um dos seus companheiros.- dei por mim a rir mais uma vez, como se aquilo tivesse muito que ver, era um monte de terra com tendas de pano meio alinhadas. Fiquei mais sério assim que ela também ficou e endireitei-me, assentindo.- e como temos pouco espaço, vai dividir a tenda com um deles.- olhou-os, apontando para o que tinha saído em último e que para dizer a verdade, tinha a cara de mais assustado.- pode ser você.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Daniel Grant

avatar

Mensagens : 573
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Seg Jun 03, 2013 8:44 pm

Levantei a cabeça quando senti que estava toda a gente a olhar para mim e olhei em volta. Sim, uma das sargentas estava a pontar para mim e tinha falado bem alto, eu é que estava demasiado perdido nos meus pensamentos para a conseguir ouvir bem.
-Eu? - olhei para o outro, ainda nem queria olhar para ele, estava irritado, devia ter a mania que era espertinho. Abri a boca para perguntar se não podia ser com outro, mas nem tentei discutir, tinham-me ensinado muito bem de que não podia fazê-lo com os meus surperiores. Assenti meio contrariado e olhei de lado o outro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bradley Wales

avatar

Mensagens : 575
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Seg Jun 03, 2013 8:50 pm

Pronto, pela cara dele dava logo para ver o que me esperava. Das duas uma, ou era um bebé que ia chorar todas as noites agarrado à almofada enquanto chamava pela mamã ou era um desastrado que só me ia dar problemas. Ou então, vai na volta, e ainda era os dois. Olhei para ele, vendo-o olhar-me de lado e levantei uma sobrancelha. Porque é que ele me estava a olhar assim? Ainda pensei que me conhecia de algum lado, mas se eu não o reconhecia, era impossível. Só depois percebi que tinha sido por causa da minha brincadeira. Mordi a parte de dentro da minha bochecha para não me começar a rir na cara dele. Os meus outros companheiros, aqueles que já estavam comigo há mais tempo, começaram a aproximar-se e Karen distribuiu um novato por cada um dele. Como ela tinha dito, já eram poucas tendas para tanta gente. Aproximei-me do franganote e como ainda estávamos no um ambiente meio descontraído, estiquei-lhe uma mão.
- Bem vindo companheiro.- disse num tom de gozo e passei as mãos pela sua farda, ajeitando-lhe as golas.- pronto para conhecer o paraíso? Reservámos um quarto de luxo só para si.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Daniel Grant

avatar

Mensagens : 573
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Seg Jun 03, 2013 9:15 pm

Olhei por cima do ombro do outro, que já tinha visto pela farda que se chamava Bradley Wales, e vi que outros soldados estavam a vir. Eu podia ter ficado com qualquer um deles, mas não, ela tinha logo que me escolher a mim. Levantei o olhar, porque ele era mesmo gigante, quando percebi que vinha na minha direcção e afastei-lhe a mão dando logo dois passos para trás. Mordi-me todo para não dizer nada que me arrependesse e respirei fundo de maxilar cerrado. Não ia falar, não ia falar, não ia falar. Acho que tinha mais vontade de o matar a ele do que os meus inimigos. Será que podia? - Vais mostrar ou não? - perguntei num tom de resmungo. Queria ir embora.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bradley Wales

avatar

Mensagens : 575
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Seg Jun 03, 2013 9:28 pm

Levantei as duas sobrancelhas mal o ouvi falar-me todo rabugento e acabei mesmo por me rir. Ele estava todo irritadinho, se ele soubesse como aquilo me divertia. Olhei para a farda dele, para a parte onde estava o nome dele e sorri todo gozão, voltando depois a subir o olhar para ele.
- Tem calma donzela, tanta irritação faz rugas, aposto que não queres rugas nessa pelzinha de bebé.- acho que se me tinha importado de dividir a tenda com ele, começava a achar agora melhor ideia. Eu bem que estava a precisar de me divertir.- vá.- dei espaço para que passasse.- vou mostrar-te a suite antes que te dê algum ataquezinho.- fiz sinal com a cabeça para que me seguisse.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Daniel Grant

avatar

Mensagens : 573
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Seg Jun 03, 2013 9:37 pm

Ia perguntar-lhe se gostava da pele de bebé, mas decidi calar-me. Estava a controlar-me bastante, primeiro porque não queria mesmo mata-lo, segundo porque ele ia ser o meu colega de tenda (se não morresse entretanto), terceiro porque detestava descontrolar-me. Se bem que ultimamente isso tinha andando a acontecer muito. Acabei por ir atrás dele, agarrando com força na minha arma enquanto olhava para os lados, eu ia perder-me ali com tanta tenda, distraido como eu era ainda morria de fome a procurar o refeitório ou coisa do género. Não, para mim tinha que ser algo mais dramático. Parei à frente de uma tenda quando ele fez o mesmo e fiz uma careta. Ele cabia ali?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bradley Wales

avatar

Mensagens : 575
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Seg Jun 03, 2013 10:02 pm

Eu tinha noção de que metade das pessoas que aqui estavam não gostavam de mim, ou melhor, mais de metade, de certeza. Mas o que elas não percebiam era que me dava um gozo enorme vê-las todas irritadinhas. Eu era mesmo assim, não conseguia controlar. Parei em frente à minha tenda que ali cheguei e revirei os olhos por me ter de pôr de joelhos novamente. Este era um dos problemas de ser enorme, tinhas de fazer figurinhas em frente às outras pessoas. Abri a tenda e entrei de joelhos para lá, parando a meio para o olhar por cima do ombro.
- Nem te atrevas a rir.- fiz cara séria.- dormes a olhar para as estrelas.- voltei a virar-me para a frente e acabei por me sentar.- este espaço vazio pode ficar para as tuas coisas.- apontei para o lado oposto ao meu.- mas não abuses cinderela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Daniel Grant

avatar

Mensagens : 573
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Seg Jun 03, 2013 10:11 pm

Pois, pelos vistos não cabia mesmo. Senti o meu peito encher-se de ar, que tive que reprimir para não me rir como ele tinha pedido e fiquei sem respirar durante algum tempo enquanto ele falava e eu tentava pensar em alguma coisa, mas não consegui. Deixei cair a minha mala no canto que ele tinha dito e comecei a rir-me desalmadamente, pior de que quando ele nos tinha assustado no início. Agora estavamos quites. - A sério que tens que entrar joelhos? - perguntei ainda a rir e tive que me sentar para parar de o fazer, ele ia passar-se comigo mas eu não conseguia evitar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bradley Wales

avatar

Mensagens : 575
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Seg Jun 03, 2013 10:18 pm

Eu juro que não sei porque é que dizia às pessoas para não rirem, é que elas faziam precisamente o contrário. E o engraçado é que tinham todas a mesma reacção. Eu não tinha culpa de ser grande nem de as tendas terem sido feitas para anões, não sei qual era a graça. Revirei os olhos assim que ele se começou a rir como uma criança e encostei-me à tenda, de braços cruzados.
- Não, eu entrei de joelhos porque me apeteceu, preciso de esfolá-los um bocadinho diariamente, ou não é a mesma coisa.- ironizei, num tom mais resmungão de sempre e atirei-lhe com uma manta para cima.- vais continuar a rir-te ou vais despachar-te a arrumar as tuas coisas? - olhei-o.- demoras mais cinco minutos e perdes a hora do almoço, mas tu é que sabes, acabaste de vir da cidade, deves ter o estômago cheio.- eu sabia que não era assim, nós estávamos num campo de treino primeiro, mas ele estava a irritar-me. Sim, pelos vistos tínhamos trocado os papéis.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Daniel Grant

avatar

Mensagens : 573
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Seg Jun 03, 2013 11:06 pm

Agarrei na manta que ela me tinha mandando enquanto me ria e mandei para cima da minha cama que era feita de molas quase todas soltas, bem, pelo menos não era no chão. Sinceramente não sabia o que era pior, mas já tinha estado em situações menos boas que aquelas. Olhei para Bradley quando ficou todo irritadinho a resmungar e virei-me para ele com uma expressão gozona - tem calma donzela, tanta irritação faz rugas - disse exatamente o que ele tinha dito e olhei para a minha mala, estava tudo arrumado, não pretendia que aquilo que estava lá dentro saísse. Agarrei na minha arma e dei meia volta para sair dali - Não tenho fome obrigado - disse já no meu tom habitual, que era mais seco.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bradley Wales

avatar

Mensagens : 575
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Ter Jun 04, 2013 5:34 pm

Levantei uma sobrancelha ao ouvir a minha frase sair pela boca dele e dei por mim a ficar ainda mais irritado com aquele novato. Estava mais do que decidido, não ia gostar dele. Das duas uma, ou esta era a primeira e última vez que se ria de mim, ou ia mesmo dormir com as estrelas.
- Gostaste tanto assim da minha frase que tiveste de a usar? - murmurei, tentando esconder a minha irritação.- se queres que as coisas entre nós corram bem aqui é muito simples, eu já cá estava, tu chegaste depois, tu respeitas-me.- dirigi-lhe um sorrisinho.- e lembra-te que sei manejar uma arma muito melhor do que tu.- peguei na minha, preparando-me para sair.- já são dois anos aqui metido.- arrastei-me até à saída e não sei bem porquê, voltei a olhá-lo.- e eu aconselhava-te a vires comer, nunca sabes o que vai acontecer nem se vais ter tempo de comer mais logo.- disse.- estás na guerra, nunca se sabe quando é que vais voltar a comer.- encolhi os ombros.- isto, se voltares.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Daniel Grant

avatar

Mensagens : 573
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Ter Jun 04, 2013 7:53 pm

Tive que me virar para o ouvir quando começou a falar e encolhi os ombros - ou se calhar estava só a vingar-me - disse com um olharzinho cínico. Nem acreditava que tinha que partilhar tenda com ele. Levantei uma sobrancelha quando ele exigiu respeito por ser mais velho - peço desculpa, não respeito quem não me respeita - abanei a cabeça, ainda por cima ameaçava-me. Fixe, bem fixe, ele que me matasse, podia ser que o meu pai se arrependesse do que tinha feito. Morria bem sem dúvida. Apenas encolhi os ombros quando falou em comer, nem lhe queria dar mais conversa, só queria afastar-me. Claro, se voltar, até ele sabia que eu não ia durar aqui muito tempo. Toda a gente sabia. Só isso dava-me vómitos. Olhei para as tendas que haviam à minha volta, mesmo que quisesse saber onde era o refeitório não ia adivinhar, por isso comecei a dar uma volta para tentar decorar o espaço.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bradley Wales

avatar

Mensagens : 575
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Ter Jun 04, 2013 8:14 pm

Nem sequer me dei ao trabalho de lhe responder mais. Eu já o tinha avisado, eu não ia abdicar do meu espaço nem mudar a minha maneira de ser por causa de um novato qualquer. Nem ia, muito menos, aturá-lo, nem a ele nem aos outros. Isto era uma guerra, não havia tempo para isso. Bastava olhar para o lado, distrair-me por um segundo para ficar sem vida de um momento para o outro. Isto era uma corrida contra o tempo, às vezes eu achava mesmo que nós nem combatíamos, nós sobrevivíamos. E eu não ia perder tempo com um gajo qualquer que nem experiência devia ter. Se bem que eu gostava de implicar com ele, ou melhor, com toda a gente, tinha de me abstrair com algo ou dava mesmo em maluco. Saí da tenda, quando percebi que ele não ia comer e encolhi os ombros, se ele queria morrer à fome, o problema era dele. Não ia armar-me em paizinho. Eu já o tinha avisado, agora ele fazia o que quisesse. Entrei na cantina assim que lá cheguei e peguei num tabuleiro, agarrando depois na tigela de papa ou sopa que tiraram para mim, eu nunca conseguia perceber muito bem, aquilo tinha um aspecto tão asqueroso que eu nem conseguia bem distinguir. Não que já não estivesse habituado, mas aquela comida fazia-me sempre ter saudades de um bom bife com batatas. Sentei-me na mesma mesa de sempre e cumprimentei Nick e James, que já lá estavam.
- Então, como é o teu companheiro? - Nick perguntou-me todo entusiasmado. Levantei o olhar para ele, com uma sobrancelha meio levantada.
- Estás assim tão desesperado por uma boa noite de sexo que já viraste? - perguntei, fazendo James rir e Nick revirar os olhos, não me perguntando depois mais nada. Eu não percebia esta excitação toda, eram só mais soldados, nada mais. Provavelmente, ia morrer metade daqui a uns tempos, eu nem me ia atrever a criar amizade, com nenhum. Mas nisso, a tarefa estava-me facilitada, com Daniel eu não ia ter afinidade nenhuma, de certeza.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Daniel Grant

avatar

Mensagens : 573
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Ter Jun 04, 2013 8:40 pm

O meu irmão tinha morrido dois meses depois de entrar numa arena de guerra como a que eu estava agora. Entre isso tinhamos trocado cartas visto que as ligações por telefone ou computadores eram fracas, uma das coisas que ele tinha dito que era a pior coisa para ele era ver os amigos a morrer, por isso uma coisa que eu não ia fazer era amizades. Tinha apenas um, aliás uma, que tinha entrado comigo para a academia e que tinha vindo ao mesmo tempo que eu. Tinha sido impossível não ser amigo dela, ela era mesmo muito persistente. Não a via desde que nos tinham distribuído mas também não a ia procurar, pelo simples facto de que era melhor assim...
Senti o meu corpo retraír-se quando ouvi um barulho de algo a ser desarmado e só quando olhei para o chão é que percebi onde é que estava. Estremeci com o choque e cerrei o maxilar sentindo os meus olhos ficarem húmidos. Tinha acabado de activar uma bomba, uma bomba que estava mesmo em cima dos meus pés. Sim, o meu irmão tinha morrido dois meses depois, eu ia morrer duas horas depois.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bradley Wales

avatar

Mensagens : 575
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Ter Jun 04, 2013 9:28 pm

Mal terminei de comer, peguei no meu tabuleiro e fui pousá-lo no carrinho de tabuleiros que havia a um canto da cantina. Voltei a colocar o meu capacete, que tinha tirado para comer, e apertei-o, enquanto andava para a rua. Alguns novatos estavam a chegar agora para comer, sabia-o pelo seu ar curioso, por nunca ali terem estado, e assustado ao mesmo tempo. Consegui distingui-los à distância. Eles ainda cheiravam a leite, precisavam de muito treino e preparação e nada melhor do que ganhar experiência no campo de batalha, e que campo. Ia meio abstraído nestes pensamentos quando senti uma mão agarrar no meu braço e puxar-me. A minha primeira reacção foi defender-me, agarrando no braço de quem quer que fosse e apertá-lo com força para que me largasse, mas ao ver que era apenas Karen, eu acalmei os meus instintos.
- Calma soldadinho, sou só eu.- ela disse com um sorrisinho e deslizou um dedo pela minha camisa. Revirei os olhos, agarrando-lhe na mão e afastei-a, olhando-a sério.- o que foi? - ela perguntou de sobrancelhas levantadas.- não está aqui ninguém.- e não estava mesmo, estávamos, como sempre, escondidos atrás de uma tenda. Nunca tínhamos sido apanhados, nós tínhamos cuidado, mas nunca se sabia.
- O que foi? - murmurei.- tu sabias muito bem que eu não queria dividir a minha tenda.- resmunguei.- e já te disse para não me agarrares de repente, qualquer dia ainda te aleijo.- eu não percebia. Ela era sargenta e eu tinha mais cuidado do que ela.
- Brady.- ela suspirou, dando um passo na minha direcção.- tu sabes que temos falta de espaço para tantos homens.- voltou a tocar-me.
- Sim, e tu foste meter-me logo com o pior de todos.- abanei a cabeça, voltando a afastar-me.- obrigadinha sargenta, sempre sonhei ser babysitter em plena guerra.- ela olhou-me meio amuada, mas manteve a sua postura.
- Eu não sabia, está bem? E se se acha assim tão bom como diz, pode sempre treiná-lo, soldado.- revirei os olhos, ajeitando a minha arma ao ombro e virei costas. Ia aproveitar para dar uma volta, enquanto as coisas estavam calmas, ou pelo menos parecia.- à mesma hora de sempre na minha tenda? - ela agarrou-me, antes que eu começasse a andar e eu olhei-a, bufando.
- Não sei, logo vejo se me apetece.- encolhi os ombros. Hoje já estava rabugento para o resto do dia.
- Sabes que te vais divertir..- ela sorriu-me toda tarada e por muito que eu tentasse, só me apetecia rir na cara dela. Quando ela fazia aquela cara, ficava ainda mais estranha do que o habitual, parecia que estava em sofrimento.
- Eu sei muita coisa.- fiz com que me largasse.- por exemplo, sei que preciso de ir dar uma volta e que é isso que vou fazer agora mesmo.- murmurei e virei costas antes que ela se lembrasse de me agarrar outra vez.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Daniel Grant

avatar

Mensagens : 573
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Ter Jun 04, 2013 10:17 pm

O meu corpo tremia, a minha cabeça doía e o meu estômago andava às voltas, a única coisa que eu controlava era os meus olhos, estava a impedir-me de chorar com todas as forças, mas era a única coisa que me apetecia fazer. Não queria morrer, podia não ter ninguém, mas não queria morrer, não estava preparado para sair de cima desta bomba, o pior, é que começava a sentir tonturas por causa do nervosismo. Sem dúvida que eu não era um bom soldado, todos sabiam disso. Não tinha sido feito para isto, até o outro já tinha notado. Sabia que podia chamar alguém, estava relativamente perto mas tinha medo que acontecesse alguma coisa e activasse outra bomba, era melhor ficar parado e esperar. Podia ser que morresse de fome ou assim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bradley Wales

avatar

Mensagens : 575
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Ter Jun 04, 2013 10:44 pm

Não fui muito para além da zona do nosso acampamento, aliás, nem convinha que o fizesse, para minha segurança. Nunca se sabia por onde é que eles andavam nem para quando é que estariam a planear um próximo ataque. Chutei uma pequena pedrinha que se meteu no meu caminho e parei a meio, quando vi uns vestígios de bomba meio enterrados. Alguém tinha conseguido desarmadilhá-la, sorte a deles. Levantei o olhar, endireitando-me e quando o fiz, vislumbrei uma silhueta ao fundo, que já me era conhecida. Não era nenhum atacante, disso eu tinha a certeza. Contudo, não baixei a guarda, ajeitando a minha arma ao ombro e aproximando-me cuidadosamente de quem quer que fosse, só percebendo depois que se tratava do novato, de Daniel.
- O que é que estás aqui a fazer? - perguntei, já mais calmo e levantei uma sobrancelha face à sua expressão de pânico.- o que é que se passa? - fiquei a olhá-lo e ao ver a sua posição e o seu olhar assustado, todo o sangue me fugiu do corpo.- tu... pisaste uma, não pisaste? - murmurei, esperando que ele percebesse.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Daniel Grant

avatar

Mensagens : 573
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Qua Jun 05, 2013 7:36 pm

Quando virei a cara na direcção do campo vi o meu colega de tenda, pois, não era a cara mais simpática de se ver antes de morrer. Engoli em seco quando me perguntou o que se passava e assim que o vi ficar mais pálido apenas assenti olhando para os meus pés. - Porque é que o nosso acampamento está todo armadilhado? - perguntei baixinho. Tinha estado ali parado tempo o suficiente para ver que não era só esta, havia um círculo perfeito à volta do acampamento e assim que eu activasse a bomba por completo explodia tudo em cadeia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bradley Wales

avatar

Mensagens : 575
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Qua Jun 05, 2013 8:16 pm

Flashback
- Não te mexas! - gritei-lhe com as lágrimas a picarem-me os olhos. Não chores Bradley, repeti para mim várias vezes e continuei a olhar assustado para Delfin. Era o meu primeiro ano ali e era também a primeira vez que eu via uma coisa daquelas, que eu assistia a uma cena daquele género. Vince era o meu melhor amigo ali, desde o primeiro dia me tinha acolhido e ajudado em tudo o que eu precisara. Começara por mostrar-me os cantos todos, apresentar-me a toda a gente e até aceitou dividir a tenda comigo. Nós falávamos sobre tudo e era graças a ele que os meus dias não eram tão enfadonhos. Ele era como o meu avô, ele gritava comigo, ele berrava-me aos ouvidos, ele esbofeteava-me se fosse preciso, mas ele, tal como o meu avô, estava a querer treinar-me. Estava a tentar garantir que eu não morria ali. Naquele terreno desconhecido, naquele inferno. Tudo isto era muito irónico, porque..tinha sido ele a treinar-me para não morrer, mas era ele que naquele momento estava prestes a morrer. Tinha pisado uma armadilha, estava preso, bastava um passo, bastava um único movimento para tudo ir pelos ares.- o que é que eu faço agora? - perguntei, mais para mim do que para ele. Por mais preparação que se tivesse, nunca se estava preparado para uma coisa daquelas, eu acho que nunca ninguém iria saber o que fazer.
- Vai chamar ajuda Bradley.- disse ele, com uma calma que me enervou e fez com que eu o olhasse. Não conseguia tirar os olhos daquela coisa. Aquilo ia matá-lo se eu não fizesse nada.
- Não.- abanei a cabeça.- eu não te posso deixar sozinho! - gritei, desesperado. Tinha o coração a mil, mais um pouco e ele saltava-me do peito. Ele não se podia mexer muito, mas ainda assim senti a sua mão apertar-me a camisola.
- Vai chamar ajuda! - ele berrou-me, como costumava fazer para que eu despertasse.- se tu não fizeres nada eu...- calou-se tão de repente que os meus olhos arregalaram-se e voltei a recuperar os meus sentidos, olhando-o apavorado.
- O que se passa? - gritei e foi quando o som de um bip se fez soar. Primeiro um, depois outro, e depois mais outro e outro. Não paravam, não iam parar.
- Sai daqui! - ele murmurou, e aí sim, eu já consegui sentir a sua voz tremer.- sai daqui! - voltou a dizer, mas como eu não me mexi, ele empurrou-me.- corre! - gritou-me e eu abanei a cabeça. Eu não podia, ele ia...- corre Bradley!- todo o meu corpo estremeceu e eu já só tive mesmo tempo de correr e atirar-me para o chão quando o som de uma explosão ecoou por toda a minha cabeça. Encolhi-me sobre o meu próprio corpo e só aí que tudo me caiu em cima. Ele tinha acabado de morrer à minha frente, e eu não tinha feito nada. Não tinha mexido um pé que fosse por ele.
*Flashback off*

O meu olhar fixou-se nos seus pés. Se ele se mexesse, se ele desse um único passo, aquilo ia tudo explodir e quando eu dizia tudo, era mesmo tudo. Abanei a cabeça, cerrando o maxilar e senti todo o meu corpo gelar. Estava tudo a acontecer outra vez, tal como tinha acontecido com Delfin, eles estavam a dar cabo de tudo de novo. Levantei o olhar para ele, de punhos cerrados e abanei a cabeça.
- Eles já sabem onde é que nós estamos.- murmurei, com a respiração presa na minha garganta e esforcei-me por manter a calma, mentalizando-me de que desta vez, desta vez eu não ia ficar parado e a tremer enquanto chorava que nem um bebé, desta vez eu ia mexer-me a tempo, desta vez eu ia salvá-lo.- não te mexas.- ordenei, começando a andar para trás.- não respires, não fales, não grites, simplesmente, não faças nada.- apertei a minha arma na minha mão e olhei em volta.- eu vou chamar ajuda.- assegurei-me de que não estava ninguém por ali antes de me continuar a afastar. Era óbvio que não estava ou caso contrário, já tinham feito com que aquilo explodisse.- não te mexas! - voltei a gritar e comecei a correr desenfreado de volta para a base. Não ia acontecer de novo, nem que desta vez eu enfiasse a minha cabeça naquela merda para ele se salvar, nem que fosse eu a morrer, não ia acontecer de novo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Daniel Grant

avatar

Mensagens : 573
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Qua Jun 05, 2013 9:09 pm

Tinha o meu corpo todo a tremer, não sabia como é que não me ia mexer. O meu sistema nervoso estava mais do que alterado, eu já nem me controlava, o meu estômago andava às voltas de tal maneira que me apetecia ajoelhar e vomitar, a minha cabeça estava pesada e às voltas, tinha a sensação que ia desmaiar a qualquer momento. Sentia toda a minha esperança, a pouca que tinha, desaparecer pelos meus pés. Sim, pelos meus pés. Fechei os meus olhos respirando fundo e tentei concentrar-me numa coisa. Nunca ma vida queria tanto estar numa tenda fechada com aquele idiota, era preferivel do que estar aqui. Se me mexesse não me matava só a mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bradley Wales

avatar

Mensagens : 575
Data de inscrição : 03/06/2013

MensagemAssunto: Re: Iraque    Qua Jun 05, 2013 9:34 pm

Eu acho que conseguia ouvir o bater desenfreado do meu coração nos meus ouvidos, isso, ou estava mesmo a ficar maluco. Esforcei-me por agarrar bem a minha arma enquanto corria e por olhar em volta quando conseguia. Nunca se sabia quando é que eles apareciam, nem de onde é que apareciam, tínhamos de estar atentos a tudo, a cada barulho, e ironicamente..a cada silêncio, tudo eram pistas, e tudo era razão para desconfiar, nunca se sabia o que é que eles tinham preparado a seguir. Só parei de correr assim que cheguei ao pé da tenda de Karen. Precisava dela, ela tinha de reunir os homens, nós tínhamos de o ir salvar. Abri a tenda de repente, entrando para lá da mesma forma e quando não a vi em lado nenhum, o meu coração ficou ainda mais descontrolado. Não, não, não, não podia perder tempo. Apertei a arma nas minhas mãos e voltei para fora, a tempo de ver Nick e James ao longe.
- Esperem! - gritei, com todo o ar dos meus pulmões e corri na direcção deles, com o coração e respiração acelerados.- preciso de ajuda.- ofeguei.- o..ele está preso, precisamos de ir, eles estão por aqui.- disse de repente, vendo-os olharem-me com uma expressão confusa.
- O quê? O que é que se passa Bradley? - abanei a cabeça, endireitando-me e agarrei Nick pelos colarinhos.
- Chama toda a gente, estamos completamente encurralados, temos um homem entre a vida e a morte, percebeste agora? - gritei-lhe.- não me faças matar a ti para o salvar, faz o que eu te disse, já! - olhei para James que começou logo a correr para os chamar. De um momento para o outro, já só se via todos os soldados correrem na minha direcção. Respire fundo, assentindo como que a assegurar-me de que ia tudo correr bem e fiz sinal para que me seguissem, começando a correr de volta para ao pé de Daniel. Eu ia conseguir, desta vez eu ia conseguir.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Iraque    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Iraque
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 40Ir à página : 1, 2, 3 ... 20 ... 40  Seguinte
 Tópicos similares
-
» A VOLTA DO SENHOR ESTÁ PRÓXIMA! PREPARA-TE!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Brazil Vacations :: Mundo :: Países-
Ir para: